NOVO GOVERNO

Fórmula de correção do salário mínimo não deverá ser alterada

Henrique Meirelles, novo ministro da Fazenda anunciado na última quinta-feira, 12, para integrar o governo de Michel Temer, indicou que a fórmula de correção do salário mínimo não deverá sofrer alterações. A fórmula leva em consideração a inflação do ano anterior e o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos atrás.

A inflação calculada é a do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), de acordo com os valores divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O objetivo é garantir que haja ganho real aos trabalhadores, de modo que o salário não fique abaixo da inflação.

Uma das prioridades para o novo governo no ramo da economia, segundo Meirelles, é o controle dos gastos públicos. O ministro também defendeu nesta sexta-feira, 13, que se estabeleça idade mínima para a aposentadoria. (O Povo)