INDUSTRIA

Governo do Estado negocia com chinesa Bomco para se instalar na ZPE do Ceará

O Governo do Ceará está negociando a vinda de uma empresa chinesa, do setor de petróleo, que teria interesse em se instalar na Zona de Processamento de Exportação (ZPE), localizada no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp). Na última sexta-­feira (29), o assessor de Assuntos Internacionais do Estado, Antônio Balhmann, se reuniu com representantes da empresa, em São Paulo, para tratar das negociações. A expectativa é de que os executivos da empresa façam, em breve, uma visita a Fortaleza.

Segundo Balhmann, o investimento por parte da Bomco (Baoji Oilfield Machinery Company) seria em torno de US$ 180 milhões. A empresa é especializada na fabricação de equipamentos para o setor petrolífero, como sondas de perfuração.

Concorrência com a Bahia

"Eles tinham um projeto para instalar uma unidade na Bahia, mas após esses problemas com a Petrobras eles desistiram. Então a gente os convenceu a reavaliar essa questão de investir no Brasil, para que eles se instalem na ZPE", disse o assessor. Em 2013, o governo da Bahia chegou a anunciar a instalação da fábrica chinesa na Região Metropolitana de Salvador, mas o projeto acabou não seguindo adiante. Para Balhmann, a instalação na ZPE é o melhor caminho para que a empresa fique no País, podendo direcionar sua produção para o mercado externo. "Eles produzem algo que o Brasil ainda não fabrica. Eles estão vindo para Fortaleza para que a gente possa ver essa possibilidade". (Diário do Nordeste)