CPMF

Aumento de impostos sugerido por Meirelles é criticado pela indústria

Para a Fiesp, a indústria já paga muito imposto. Assim, a aposta para colocar novamente "no verde" as contas do governo seria a redução dos gastos da máquina pública

A possibilidade da adoção da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) a partir da declaração do ministro da Fazenda na gestão Temer, Henrique Meirelles, não foi bem recebida pelos empresários. As informações são do jornal O Globo.

Para a Fiesp, a indústria já paga muito imposto. Assim, a aposta para colocar novamente "no verde" as contas públicas seria a redução dos gastos da máquina pública. Já para os representantes da indústria têxtil, é preciso uma reestruturação do sistema tributário.

Segundo economistas, a política de desoneração de tributos é medida paliativa para compensar a alta carga tributária. ( jornal O Globo /Diário do Nordeste)