PESQUISA

Procon aponta variação de até 276% em medicamentos populares em Fortaleza

Segundo o órgão de defesa do consumidor, a maior diferença do mesmo medicamento foi encontrada no preço do genérico paracetamol, que pode chegar a 276% entre os locais pesquisados.

O Procon Fortaleza divulgou hoje a pesquisa com preços de medicamentos populares e ainda de itens de primeiros socorros. A maior diferença do mesmo medicamento foi encontrada no preço do genérico paracetamol, que pode chegar a 276% entre os locais pesquisados. Quando comparados os preços dos medicamentos de referência com os genéricos a diferença sobe para 324%.

A pesquisa foi realizada nos dias 16 e 17 de maio, em 14 farmácias e drogarias de todas as regionais da Capital, comparando os preços de 42 itens, oito são genéricos correspondentes aos medicamentos de referência. Os preços foram coletados presencialmente nas farmácias e por telefone, conforme o Procon.

O consumidor pode adquirir até quatro caixas do mesmo medicamento, se optar pelo genérico, que é aquele remédio contendo o mesmo princípio ativo e forma farmacêutica do medicamento de referência.

O medicamento Tylenol (750mg - 20 comprimidos) pode ser comprado de R$ 28,93 se a preferência for pelo remédio referência. O mesmo princípio ativo do Tylenol, que é o genérico paracetamol, cai para R$ 6,82. Ou seja, uma diferença de 324,19%.

A Regional IV, em bairros como Benfica e Serrinha, concentra o maior número de preços dos medicamentos pesquisados acima da média (47 preços), enquanto que a Regional V, nos bairros Conjunto Ceará e Maraponga, reúne o maior número de preços abaixo da média (46 preços). Clique aqui para conferir as tabelas da pesquisa completas.

De acordo com o Procon, em 10 medicamentos ou itens de primeiros socorros, a variação de preços foi superior a 100%, quando comparados igualmente o remédio ou produto. São eles: Paracetamol, Água Oxigenada Farmax, Ácido Acetilsalicílico, Antisséptico Hertz, Fita Esparadrapo Nexcare, Dipirona sódica, Fita esparadrapo Cremer, Ibuprofeno e Compressa gaze Cremer.

Cláudia Santos, diretora do Procon Fortaleza, orienta que na hora da compra "o consumidor deve verificar se o número de lote, prazo de validade e data de fabricação que constam na caixa do medicamento são iguais aos marcados nas cartelas ou frascos", explicou. (Diário do Nordeste)


Veja o comparativo de preços entre os oito medicamentos de referência com os respectivos genéricos.

 
REFERÊNCIA               GENÉRICO                          VARIAÇÃO           DIFERENÇA (R$)
  
Tylenol (R$ 28,93)       Paracetamol (R$ 6,82)              324,19%                 R$ 22,11
Postan (R$ 27,95)        Ácido Mefenâmico (R$ 9,09)    207,48%                 R$ 18,86
Buscopan (R$ 13,95)    Butilbrometo (R$ 4,89)              185,28%                R$ 9,06
Aspirina (R$ 16,70)   Ácido Acetilsalicílico (R$ 6,88)      142,73%                 R$ 9,82
Advil (R$ 17,35)           Ibuprofeno (R$ 7,22)                140,30%                  R$ 10,13  
Novalgina (R$ 17,81) Dipirona Sódica (R$ 8,19)          117,46%                  R$ 9,62
Luftal Max (R$ 22,16) Simeticona ( R$ 10,99)              101,64%                  R$ 11,17
Flagass R (R$ 18,78) Flagass G ( R$ 16,04)                17,08%                     R$ 2,74