OPERAÇÃO UNFAIR PALY

Nuzman chega à sede da PF para depor; Ministério Público pede bloqueio de R$ 1 bilhão

AFP
Nuzman chega à sede da PF para depor; Ministério Público pede bloqueio de R$ 1 bilhão

O Presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e do Comitê Rio 2016, chegou para depor na sede da Polícia Federal do Rio de Janeiro às 10h da manhã desta terça-feira, 5. Ele presta esclarecimentos para a operação Unfair Play, uma das etapas da Lava Jato, que investiga a compra de jurados na eleição da cidade sede da Olimpíada de 2016.

Além do presidente, Eliane Pereira, ex-sócia de Arthur Soares Filho, mais conhecido como Rei Arthur, sócio de Nuzman na empresa Facility, também compareceu a sede da PF. Ela foi presa em casa na manhã desta terça.

Agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal foram até a casa de Nuzman para cumprir mandados de busca. Eles permaneceram por mais de três horas na residência do presidente. Há também, um mandado de prisão preventiva contra Arthur, que mora em Miami. O empresário já é dado como foragido, estando na Difusão Vermelha, a lista de procurados da Interpol.

O Ministério Público Federal pediu o bloqueio de até R$ 1 bilhão do patrimônio de Nuzman, Arthur Soares e Eliane Cavalcante. Segundo procuradores, o objetivo é reparar os danos causados pelo trio. (O Povo ´e parceiro de oxeretra.com)