ECONOMIA

Grande Fortaleza registra 1° deflação do ano, aponta IBGE

A queda foi de -0,15%, sendo o índice mais baixo para um mês de julho desde o ano de 2014, quando ficou em -0,17%

Deísa Garcêz/ESPECIAL PARA O POVO
Fortaleza registrou deflação em julho

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de julho apontou queda de -0,15%, 0,41 ponto percentual (p.p) menor do resultado de junho (0,26%) na região metropolitana de Fortaleza. Também foi o quarto menor índice registrado nacionalmente, ficando atrás apenas para São Luís (-0,16%), Rio Branco (-0,21%) e Goiânia (-0,22%).

De acordo com o levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), este foi o IPCA mais baixo para um mês de julho desde o ano de 2014, quando ficou em -0,17%. A variação acumulada no ano ficou em 3,15% e, em relação aos últimos 12 meses, o índice recuou para 3,79%, abaixo dos 3,85% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em julho de 2018, a taxa foi de -0,09%.

O índice de julho da região metropolitana de Fortaleza ficou concentrado no grupo Transportes, cuja variação de -0,65% correspondeu a um impacto de -0,10 p.p. O grupo Alimentação e bebidas, com variação de 0,01% apresentou estabilidade no nível de preços de junho para julho.

Já os grupos Vestuário (-0,48%), Saúde e cuidados pessoais (-0,40%), Habitação (-0,19%) e Comunicação (-0,07%) foram os que também apresentaram deflação no índice do mês.

Ainda no grupo Habitação, o destaque foi na variação de -3,66% na taxa de água e esgoto, no qual apresentou mudanças. No dia 2 de julho, houve redução, de 15,86% para 4,31%, do reajuste concedido inicialmente em fevereiro. No entanto, a partir do dia 9 de julho, a redução foi cancelada e o reajuste de 15,86% voltou a vigorar.

Respondendo por quase 1/3 das despesas das famílias, o grupo Alimentação e bebidas (0,01%) apresentou estabilidade no nível de preços de junho para julho. De um lado tem-se a cebola (36,43%), alho (7,59%) e uva (6,24%). Do outro o tomate (-15,66%), o feijão-carioca (-11,67%) e a banana prata (-11,48%).(O Povo - é parceiro de oxereta.com)