CEARÁ É BICAMPEÃO

Ceará vence Bahia e é bicampeão invicto da Copa do Nordeste

O Alvinegro de Porangabuçu venceu a partida de volta por 1 a 0, com gol de Cléber

WALMIR CIRNE/AE
Jogadores do Ceara levantam a taca de campeao do campeonato Copa do Nordeste 2020.

É campeão. O Ceará confirmou o segundo título da Copa do Nordeste, de forma invicta, tal qual na primeira conquista, em 2015. Nesta terça-feira, 4, o Alvinegro de Porangabuçu jogou contra o Bahia no estádio de Pituaçu, em Salvador, pela partida de volta da decisão do Nordestão. Com a vantagem criada no jogo de ida, quando o Vovô venceu por 3 a 1, bastava um empate ou uma derrota por um gol de diferença para o título. Contudo, o Ceará foi além e derrotou os baianos por 1 a 0, com gol de Cléber.

Com sete triunfos e cinco empates, o Alvinegro foi campeão nordestino sem nenhuma derrota na competição, repetindo o feito de 2015, ano que o Vovô também derrotou o Bahia na final. Vina, com cinco tentos anotados, acabou a Copa do Nordeste como artilheiro.

O primeiro tempo do embate teve o Bahia tomando a iniciativa dos ataques, tendo em vista a necessidade de marcar gols e diminuir a desigualdade imposta pelo Ceará no primeiro jogo. Já o Alvinegro tentou diminuir os espaços do adversário e agredir por meio de contra-ataques, além do uso da bola parada como opção. Os baianos, apesar da maior presença no campo ofensivo, não conseguiram capitalizar as oportunidades em chances de perigo.

Em uma das investidas do Esquadrão, houve um lance polêmico. Fernandão cabeceou dentro da área, a bola desviou no braço (que estava próximo ao corpo) de Fabinho e depois na barriga do atleta. O árbitro de vídeo analisou a jogada e manteve a decisão de campo, que não anotou a penalidade a favor do Bahia. Dessa forma, o placar se manteve zerado ao final da primeira metade do confronto.

Na segunda etapa, o time baiano se colocou ainda mais para o ataque, com a entrada de um atacante, Clayson, no lugar de um zagueiro, Lucas Fonseca. Porém, o Esquadrão não se organizou devidamente em campo, algo que beneficiou a defesa do Alvinegro. O Ceará permaneceu postado de maneira fechada e armado para surpreender em um contra-ataque.

E foi em um contra-golpe que o gol do Vovô saiu. Aos 15 minutos da segunda metade do jogo, Leandro Carvalho conduziu a bola contra uma defesa do Bahia desorganizada. Ele tocou na esquerda para Bruno Pacheco, que cruzou no meio da área para Cléber. O atacante só escorou a pelota para o fundo das redes, marcando o gol da vitória do Ceará, que confirmou o título do Nordeste para o Alvinegro.

O restante do embate foi o Tricolor tentando diminuir o prejuízo de qualquer maneira, mas sem nenhum sucesso, devido à falta de organização ofensiva e à boa postagem defensiva do Ceará. O placar de 1 a 0 foi mais do que suficiente para garantir a conquista para o time de Porangabuçu. (O Povo - é parceiro de oxereta.com)