SÉRIE A

Com Vina decisivo, Ceará vira sobre o Coritiba no Castelão

Invicto há quatro jogos na Série A, Vovô sai atrás do placar, mas reage e faz 2 a 1 contra o Coxa; meia marca e soma seis gols na competição

Aurélio Alves/O POVO
Ceará enfrenta o Coritiba pela Série A do Brasileirão neste sábado, 24, na Arena Castelão

O Ceará levou susto, mas fez o dever de casa e ganhou do Coritiba por 2 a 1, neste sábado, 24, na Arena Castelão, em duelo válido pela 18ª rodada da Série A. Com o resultado positivo, o time cearense chega aos 22 pontos.

O Coxa saiu na frente com gol do atacante Rodrigo Muniz, e o Alvinegro empatou logo na sequência com o meia Vina - o sexto gol do camisa 29, artilheiro da equipe na competição nacional. Na segunda etapa, o lateral-direito Eduardo selou o triunfo dos donos da casa.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Vovô volta a campo diante do Botafogo-RJ, no próximo sábado, 31, às 17 horas, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 19ª rodada. Antes disso, o time de Porangabuçu encara o Santos-SP, quarta-feira, 28, a partir das 16 horas, na Vila Belmiro, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Com a vitória, o Ceará chega à quarta partida consecutiva sem perder na Primeira Divisão. Além do confronto contra os paranaenses, os comandados de Guto Ferreira venceram o Corinthians por 2 a 1 e empataram com Athletico-PR e Fluminense.

Gols relâmpagos

Após a final do Campeonato Cearense na última quarta-feira, 21, Guto Ferreira decidiu mexer na equipe para preservar algumas peças: deu vez a Alyson, Pedro Naressi e Cléber para poupar Bruno Pacheco, Fabinho e Rafael Sobis. Além deles, Eduardo Brock entrou na zaga no lugar do suspenso Tiago Pagnussat.

E foi justamente o defensor que falhou no primeiro gol da partida, logo aos dois minutos. Luiz Otávio recuou a bola para o camisa 4, que se enrolou, não conseguiu rebater e viu Rodrigo Muniz aproveitar o vacilo para finalizar com força e abrir o placar no Castelão.

O gol alviverde foi um banho de água fria no Alvinegro, que tinha tentado pressionar logo nos primeiros segundos de jogo, em jogada individual de Fernando Sobral. A reação, porém, não demorou. Aos sete minutos, Leo Chú fez jogada individual pelo lado esquerdo, partiu e velocidade e invadiu a área, dando cruzamento rasteiro para Vina finalizar de carrinho e deixar tudo igual.

O camisa 29, aliás, manteve o papel de protagonista do Vovô e participou de quase todas as ações ofensivas. O meia ainda arriscou mais três finalizações de média distância - duas para fora e outra defendida por Wilson. O time cearense ainda assustou com uma bola na trave, em finalização de Eduardo que desviou em Cléber.

Virada alvinegra e pressão alviverde

Na volta do intervalo, o Ceará impôs o ritmo de jogo para buscar a virada e teve êxito. Logo no primeiro minuto, Eduardo fez jogada pelo lado direito e cruzou para Vina, mas o cabeceio do meia saiu sem direção. Cinco minutos depois, foi a vez de Fernando Sobral mandar a bola para a área, e Cléber cabeceou no travessão. Na sobra, Eduardo encheu o pé para marcar o segundo gol.

A partir daí, os visitantes ganharam volume e fizeram pressão na tentativa de igualar o placar. Aos oito minutos, Nathan recebeu passe na entrada da área e chutou forte, obrigando Fernando Prass a espalmar para fora. Cinco minutos depois, o camisa 1 alvinegro fez boa defesa com o pé em finalização cara a cara de Robson.

No minuto seguinte, William Matheus recebeu passe rasteiro dentro da área, livrou-se da marcação de Luiz Otávio e chutou rasteiro à esquerda da meta mandante, com perigo. Aos 16, o experiente Ricardo Oliveira aproveitou cruzamento rasteiro, mas chutou fraco. Na sequência, Matheus Galdezani apareceu livre na área e chutou para fora, de frente para o gol.

Daí em diante, o Vovô conseguiu controlar melhor as ações adversárias, e Guto Ferreira mexeu no time para dar novo gás. O Alvinegro até tentou criar novas chances de gol, mas esbarrou na falta de criatividade e na defesa alviverde. O Coritiba, por sua vez, sucumbia pela pressão contra o relógio e pela posição incômoda no Brasileirão, na zona de rebaixamento.

Apesar dos sustos - tanto no primeiro quanto no segundo tempo -, o Ceará conseguiu segurar o resultado positivo e deixou o Castelão com mais três pontos.(O Povo - é parceiro de oxereta.com)